29 de dezembro de 2008



Afinidade é retomar a relação no ponto em que parou sem lamentar o tempo de separação. Porque tempo e separação nunca existiram. Foram apenas oportunidades dadas (tiradas) pela vida.


O amor... Ah, o amor...
O amor quebra barreiras, une facções,
destrói preconceitos,
cura doenças...
Não há vida decente sem amor!
E é certo, quem ama, é muito amado.
E vive a vida mais alegremente...





não me leve embora
me leve a sério
me leve agora
para dentro
para cama
para uma noite
inteira
para uma vida
passageira
mas me leve
para algum lugar
para algum país
me faz feliz
me faz, me leve



(Cáh Morandi)


Nunca soube o que fazer
com os espaços que ficam
depois que alguém vai embora
uma dúvida insiste
e de tanto, o meu tentar desiste
de trocar a ausência
por qualquer coisa que fira menos:
nada para repor
nada para suprir
nada que realmente comportasse
o encanto de algo que ficou
para trás




(Cáh Morandi)

Uma crônica do livro: Arte de Ser. Arthur da Távola





"Amor que controla"

Para conjugar o verbo amar é preciso conjugar o verbo ser. O amor é exercício de felicidade, não de poder.
Quem ama controla. E quem controla por amor, acaba desamando num plano mais profundo, pois impede a pessoa amada de ser florescer, crescer, cres/Ser...

26 de dezembro de 2008

22 de dezembro de 2008

18 de dezembro de 2008

NATAL




... tempo de pequenos gestos,meditações, laços coloridos;de sensibilidade e harmonia.







Sou uma mulher madura
Que às vezes anda de balanço
Sou uma criança insegura
Que às vezes usa salto alto
Sou uma mulher que balança
Sou uma criança que atura




11 de dezembro de 2008

Para Nicolas - Música de Cristina Mel













Eu queria o tempo parar



De novo lhe fazer ninar



Crescer e mudar, não dá pra evitar



É o caminho que Deus lhe traçou



Brinquedos, gibis, violão



Espalhados por todo lugar



Um dia a poeira eu irei tirar



No silêncio de não te encontrar



Vou guardá-lo em meu coração



As lembranças jamais mudarão



Pois quando partir e saudades sentir



Estará sempre em meu coração



Os dentinhos você vai trocar



E roupas maiores usar



O seu caminhar vai para longe o levar



Pois não posso impedir seu querer



Os dedinhos que agarram minha mão



Coisas grandes eu sei que farão



Você não é meu, é um presente de Deus



E o futuro está em suas mãos



Vou guardá-lo em meu coração



As lembranças jamais mudarão



Pois quando partir e saudades sentir



Estará sempre em meu coração



Pois quando partir e saudades sentir



Estará sempre em meu coração. ..