26 de junho de 2009


Ilusão

Quem conhece a sua ignorância
revela a mais alta sapiência.
Quem ignora sua própria ignorância
Vive na mais profunda solidão.
Não sucumbe à ilusão
Quem conhece a ilusão como ilusão.
O sábio conhece o seu não-saber,
E essa consciência do não-saber
O preserva de toda ilusão.



Lao-tsé ( séc VI a.C.), poema 71 do Tao Te Ching

24 de junho de 2009


Tenho fases, como a Lua; fases de ser sozinha, fases de ser só sua.

Primeiro não queremos perder



É LÓGICO NÃO QUERER PERDER.
NÃO DEVERÍAMOS TER DE PERDER NADA:
NEM SAÚDE, NEM AFETOS, NEM PESSOAS AMADAS.
MAS A REALIDADE É OUTRA:
EXPERIMENTAMOS UMA CONSTANTE ALTERNÂNCIA DE GANHOS E PERDAS.



SEGUNDO:
PERDER DÓI MESMO.
NÃO HÁ COMO NÃO SOFRER.
É TOLICE DIZER NÃO SOFRA, NÃO CHORE.
A DOR É IMPORTANTE.
O LUTO TAMBÉM.



TERCEIRO:
PRECISAMOS DE RECURSOS INTERNOS PARA ENFRENTAR A TRAGÉDIA E A DOR.
A FORÇA DECISIVA TERÁ QUE VIR DE NÓS, DE ONDE FOI DEPOSITADA A NOSSA BAGAGEM.
LIDAR COM A PERDA VAI DEPENDER DO QUE ENCONTRARMOS ALI.



A TRAGÉDIA FAZ EMERGIR FORÇAS INIMAGINÁVEIS EM ALGUMAS PESSOAS.
POR MAIS DEVORADOR QUE SEJA, O MESMO SOFRIMENTO QUE DERRUBA FAZ VOLTAR A CRESCER.



QUANDO É HORA DE SOFRER NÃO TEMOS DE PEDIR LICENÇA PARA SENTIR, E ESGOTAR, A DOR.
O LUTO É NECESSÁRIO, OU A DOR FICARÁ SOTERRADA, SEU FOGO QUEIMANDO NOSSAS ULTIMAS RESERVAS DE VITALIDADE E FECHANDO TODAS AS SAÍDAS.



APRENDI QUE A MELHOR HOMENAGEM QUE POSSO FAZER A QUEM SE FOI É VIVER COMO ELE GOSTARIA QUE EU VIVESSE:
BEM, INTEGRALMENTE, SAUDAVELMENTE, COM ALEGRIAS POSSÍVEIS E PROJETOS ATÉ IMPOSSÍVEIS.



Texto: ESCRITORA LYA LUFT

Ame e dê vexame!


Você ama aquela petulante. Você escreveu dúzias de cartas que ela não respondeu, você deu flores que ela deixou a seco, você levou para conhecer a sua mãe e ela foi de blusa transparente. Você gosta de rock e ela de chorinho, você gosta de praia e ela tem alergia a sol, você abomina o Natal e ela detesta o Ano Novo, nem no ódio vocês combinam. Então? Então que ela tem um jeito de sorrir que o deixa imobilizado, o beijo dela é mais viciante do que LSD, você adora brigar com ela e ela adora implicar com você. Isso tem nome.

Você ama aquele cafajeste. Ele diz que vai ligar e não liga, ele veste o primeiro trapo que encontra no armário, ele escuta Sivuca. Ele não emplaca uma semana nos empregos, está sempre duro, e é meio galinha. Ele não tem a menor vocação para príncipe encantado, e ainda assim você não consegue despachá-lo. Quando a mão dele toca na sua nuca, você derrete feito manteiga. Por que você ama este cara ? Não pergunte pra mim.

Você é inteligente. Lê livros, revistas, jornais. Gosta dos filmes de Woody Allen, dos irmãos Coen e do Robert Altman, mas sabe que uma boa comédia romântica também tem o seu valor. É bonita. Seu cabelo nasceu para ser sacudido num comercial de xampu e seu corpo tem todas as curvas no lugar. Independente, emprego fixo, bom saldo no banco. Gosta de viajar, de música, tem loucura por computador e seu fettuccine ao pesto é imbatível. Você tem bom humor, não pega no pé de ninguém e adora sexo. Com um currículo desses, criatura, por que diabo está sem um amor?

Ah, o amor, essa raposa. Quem dera o amor não fosse um sentimento, mas uma equação matemática: eu linda + você inteligente = dois apaixonados. Não funciona assim. Ninguém ama outra pessoa pelas qualidades que ela tem, caso contrário os honestos, simpáticos e não-fumantes teriam uma fila de pretendentes batendo à porta. O amor não é chegado a fazer contas, não obedece à razão.

O verdadeiro amor acontece por empatia, por magnetismo, por conjunção estelar. Costuma ser despertado mais pelas flechas do cupido que por uma ficha limpa. Ninguém ama outra pessoa porque ela é educada, veste-se bem e é fã do Caetano. Isso são só referências.

Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca. Ama-se pelo tom de voz, pela maneira que os olhos piscam, pela fragilidade que se revela quando menos se espera. Amar não requer conhecimento prévio nem consulta ao SPC. Ama-se justamente pelo que o amor tem de indefinível. Honestos existem aos milhares, generosos tem às pencas, bons motoristas e bons pais de família, tá assim, ó.

Mas ninguém consegue ser do jeito que o amor da sua vida é.

*por Roberto Freire
* Texto extraído do livro “Ame e dê Vexame”, Editora Novo Paradigma.

E ASSIM SE CRESCE…




IMPOSSÍVEL ATRAVESSAR A VIDA ...
SEM QUE UM TRABALHO SAIA MAL FEITO,
SEM QUE UMA AMIZADE CAUSE DECEPÇÃO,
SEM PADECER COM ALGUMA DOENÇA,
SEM QUE UM AMOR NOS ABANDONE,
SEM QUE NINGUÉM DA FAMÍLIA MORRA,
SEM QUE A GENTE SE ENGANE EM UM NEGÓCIO.


ESSE É O CUSTO DE VIVER.
O IMPORTANTE NÃO É O QUE ACONTECE,
MAS, COMO VOCÊ REAGE.

VOCÊ CRESCE QUANDO NÃO PERDE A ESPERANÇA,
NEM DIMINUI A VONTADE, NEM PERDE A FÉ.
QUANDO ACEITA A REALIDADE E TEM ORGULHO DE VIVÊ-LA.
QUANDO ACEITA SEU DESTINO, MAS TEM GARRA PARA MUDÁ-LO.
QUANDO ACEITA O QUE DEIXA PARA TRÁS, CONSTRUINDO O QUE TEM PELA
FRENTE E PLANEJANDO O QUE ESTÁ POR VIR.



CRESCE QUANDO SUPERA, SE VALORIZA E SABE DAR FRUTOS.
CRESCE QUANDO ABRE CAMINHO,
ASSIMILA EXPERIÊNCIAS...
E SEMEIA RAÍZES...


CRESCE QUANDO SE IMPÕE METAS,
SEM SE IMPORTAR COM COMENTÁRIOS.


CRESCE QUANDO É FORTE DE CARÁTER,
SUSTENTADO POR SUA FORMAÇÃO,
SENSÍVEL POR TEMPERAMENTO...
E HUMANO POR NASCIMENTO!


CRESCE AJUDANDO A SEUS SEMELHANTES,


CONHECENDO A SI MESMO E
DANDO À VIDA MAIS DO QUE RECEBE.

E ASSIM SE CRESCE…


AUTOR: SUSANA CARIZZA

23 de junho de 2009


O beijo fulmina-nos como o relâmpago, o amor passa como um temporal, depois a vida, novamente, acalma-se como o céu, e tudo volta a ser como dantes. Quem se lembra de uma nuvem?

Guy Maupassant

Entre nós
o desejo
entre nós
nosso tempo.
Não vá nos deixar
sem seu beijo
se tudo o que há
não é muito mais
do que um momento.

Quanto mais
eu te quero
mais sei esperar
eu espero...

Adriana calcanhotto

13 de junho de 2009

CURIOSIDADE SOBRE O BEIJO





você sabia que:
- Aproximadamente 97% das mulheres fecham os olhos quando beijam e, apenas 30% dos homens fazem o mesmo?
- O ser humano movimenta 29 músculos, sendo doze dos lábios e dezessete da língua para poder beijar?
- A longo de sua vida uma pessoa troca em média 24.000 beijos, dos maternais aos apaixonados?
- O beijo também eleva os batimentos cardíacos, pulando de 70 para 150 batimentos por minuto?
- Durante o beijo de língua o corpo queima 12 calorias e a produção de hormônios aumenta?
- A ciência que se dedica a estudar os beijos é a filematologia, e o medo de beijar é a filemafobia?

6 de junho de 2009


Sumi porque só faço besteira em sua presença, fico mudo
quando deveria verbalizar, digo um absurdo atrás do outro quando
melhor seria silenciar, faço brincadeiras de mau gosto e sofro
antes, durante e depois de te encontrar.

Sumi porque não há futuro e isso não é o mais difícil de
lidar, pior é não ter presente e o passado ser mais fluido que o ar.

Sumi porque não há o que se possa resgatar, meu sumiço é
covarde mas atento, meio fajuto meio autêntico, sumi porque
sumir é um jogo de paciência, ausentar-se é risco e sapiência,
pareço desinteressado, mas sumi para estar para sempre do seu
lado, a saudade fará mais por nós dois que nosso amor e sua
desajeitada e irrefletida permanência.

4 de junho de 2009

Fábulas de Esopo



http://4.bp.blogspot.com/_H90LaWSKEkw/Sdeg_4-bdxI/AAAAAAAAAKQ/ImYPqrS0I_g/s400/u.bmp

Os Viajantes e o Urso

Um dia dois viajantes dera de cara com um urso. O primeiro se salvou escalando uma árvore, mas o outro, sabendo que não ia consguir vencer sozinho o urso, se jogou no chão e fingui-se de morto. O urso se aproximou dele e começou a cheirar sua orelha, mas, convencido de que estava morto, foi embora. O amigo começou a descer da árvore e perguntou:
_O que o urso estava cochichando em seu ouvido?
_Ora, ele só me disse para pensar duas vezes antes de sair por aí viajando com gente que abandona os amigos na hora do perigo.

Moral da história:
A desgraça põe à prova a sincaridade e a amizade


http://www.livius.org/a/heracles/perge_hercules01_lion.JPG

O Homem e o Leão


Um homem e um leão discutiam sobre qual deles era o mais forte, e decidiram conferir ali mesmo.
O homem levou o leão até uma sepultura, onde havia uma pintura do defunto matando um leão.
O leão retrucou:
_O que você me mostrou foi pintado por um homem. Se eu soubesse pintar, retrataria um leão matando um homem. Não vamos mostrar nada, pois é melhor medirmos nossas forças um contra o outro. Depois de matar o homem, o leão disse:
_Uma prova pintada não é suficiente. Ele agora descobriu que eu era mais forte.

Moral da história:
Nem sempre é verdade o que está escrito em algum lugar; é nescessário provar a verdade com atos.


http://www.caminha.org.br/images/conteudo/%7B5AB741E5-CB37-4337-ACC3-EE13BB7D7C3B%7D_leaoapaixonado.jpg

O Leão Apaixonado


Certa vez um leão se apaixonou pela filha de um lenhador e foi pedir a mão dela em casamento. O lenhador não ficou muito animado com a idéia de ver a filha com um marido perigoso daquele e disse ao leão que era uma honra, mas muito obrigado, não queria. O leão se irritou; sentindo o perigo, o homem foi esperto e fingiu concordava:
_É uma honra, meu senhor. Mas que dentões o senhor tem! Que garras compridas! Qualquer moça ia ficar com medo. Se o senhor quer casar com minha filha, vai ter que arrancar os dentes e cortar as garras.
O leão apaixonado foi correndo fazer o que o outro tinha mandado; depois voltou à casa do pai da moça e repetiu seu pedido de casamento. Mas o lenhador, que já não sentia medo daquele leão manso e desarmado, pegou um pau e tocou o leão para fora de casa.

Moral da história:
Quem perde a cabeça por amor, sempre acaba mal.

Até que o sol não brilhe, acendamos uma vela na escuridão.

3 de junho de 2009



"...Tenha sempre em mente que as vezes tentar salvar um
relacionamento, manter um grande amor, pode ter um
preço muito alto se esse sentimento não for recíproco,
pois em algum outro momento essa pessoa irá te deixar
e seu sofrimento será ainda mais intenso, do que teria
sido no passado.

Pode ser difícil fazer algumas escolhas, mas
muitas vezes isso é necessário, existe uma
diferença muito grande entre conhecer o caminho
e percorrê-lo..."

Não procure querer conhecer seu futuro antes da
hora, nem exagere em seu sofrimento, esperar é dar
uma chance à vida para que ela coloque a pessoa
certa em seu caminho.

“A tristeza pode ser intensa,
mas jamais será eterna”

A felicidade pode demorar a chegar, mas o
importante é, que ela venha para ficar e não
esteja apenas de passagem...

Luiz Fernando Veríssimo