26 de maio de 2008

A ausência torna o coração mais amante.





Nenhum comentário: