31 de maio de 2008

MÃE

Mãe… São três letras apenas

As desse nome bendito:
Também o Céu tem três letras…
E nelas cabe o infinito.

Para louvar nossa mãe,
Todo o bem que se disse
Nunca há de ser tão grande
Como o bem que ela nos quer…

Palavra tão pequenina,
Bem sabem os lábios meus
Que és do tamanho do Céu
E apenas menor que Deus!

Mário Quintana



Em nossa infância de sonhos,
- com a magia do amor
é Fada que mostra a vida
sem os espinhos da dor.
* * * * *

E quando, na mocidade,
trilhamos grandes desertos,
é Estrela de luz amiga
guiando os passos incertos.
* * * * *
E no fim, desiludidos,
sem esperança e ninguém,
é Saudade que nos lembra:
- fomos felizes também!


Nenhum comentário: