29 de dezembro de 2008

Uma crônica do livro: Arte de Ser. Arthur da Távola





"Amor que controla"

Para conjugar o verbo amar é preciso conjugar o verbo ser. O amor é exercício de felicidade, não de poder.
Quem ama controla. E quem controla por amor, acaba desamando num plano mais profundo, pois impede a pessoa amada de ser florescer, crescer, cres/Ser...

Nenhum comentário: