Enfeite-se com margaridas e ternuras
e escove a alma com flores,
com leves fricções de esperança.
De alma escovada e coração acelerado,
saia do quintal de si mesmo
e descubra o próprio jardim..."

(Carlos Drummond de Andrade)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Que eu possa...