31 de agosto de 2010



Não vim te mostrar meus castelos
Não vim te mostrar meus lagos
Não vim te apresentar meus exércitos
Apenas as minhas mãos
Vim apenas te mostrar meu rosto
Sem maquiagem, sem sombras, sem máscaras
Não vim te mostrar o perfeito, o melhor
Apenas eu sem disfarces, sem jeitinhos, sem amarras
Não vim te dar um herói
Pois também sou frágil
Também me assusto, muitas vezes também fraquejo
Não vim te dar as respostas sonhadas
Tem muita coisa que pergunto também
Tal qual criança que sempre tem mais a saber do que ensinar
Apenas simplesmente eu
Minha voz , olhar, meu tocar
O meu ser pra você sem atavios ou enganos
Despido de toda hipocrisia ou tentativa de agradar
Vim mostrar meu coração
Sua batida simples tal qual o teu
Apenas um coração...

(Jackson Angelo)

Nenhum comentário: